exemplo de moodboard na parede
Tendências

Moodboard: o que é e como utilizar esse painel de moda

Tem alguma ideia do que seria o moodboard? Saber sua definição poderá te ajudar a visualizar com mais clareza as suas ideias. Leia o texto para saber mais

Para criar um projeto singular e que transpira sua personalidade, é preciso que você corra atrás de referências e inspirações. Logo, uma maneira excelente de impulsionar ideias e conceitos é por meio do moodboard ou painel semântico. Mas, você já tinha ouvido falar desse recurso?

O que é moodboard?

O moodboard, que traduzido do inglês significa “painel de humor”, é uma ferramenta formada por elementos visuais, muito útil para traduzir, de certa forma, a essência do projeto, produto ou marca. 

Quem está inserido no mundo do design gráfico, moda, publicidade, artes ou arquitetura precisa encontrar inspirações, referências e foco para começar sua criação. 

Se você, por exemplo, precisa elaborar algo que remete à tendência primavera/verão em tons pastéis, nada melhor que juntar tais fontes em um só lugar, com elementos de cor rosa, azul e verde, e inspirações com estampas florais. Veja o exemplo abaixo:

exemplo de moodboard de moda com colagens de vestidos e estampas floridas

Retirado de JacSlade

Como montar um moodboard?

A ideia da construção do moodboard é muito útil na etapa de identificação de tendências do momento, além de testar amostras de tecidos e cores, no caso da moda. 

Sem mencionar que é possível visualizar a partir do painel o tipo de público que ele se destina e se ele será vendável. O moodboard acaba se tornando a base para entender as cores do projeto, direcionamento visual, elementos gráficos e outros itens para idealizar conceitos criativos.

Para montar um moodboard, você pode utilizar três maneiras:

  • programas de edição de foto, como o Photoshop, permitem unir várias imagens retiradas na internet;
  • aplicativos de celular como o Pinterest ou Canva;
  • a partir da impressão em papel de inspirações posicionadas no espaço ou em um painel na parede.

Passo a passo para criar um moodboard

moodboard com colagens cores frias

Agora que você viu a definição e para que serve o moodboard, está na hora de colocar em prática as suas ideias, seja para trabalho ou objetivo pessoal, e começar a montar um também!

1- Defina um objetivo do projeto

Para o seu moodboard dar certo, você precisa, primeiramente, definir o seu objetivo e foco. Assim, a escolha de cores, estampas ou texturas deverão estar todos alinhados com a sua personalidade e com a do público-alvo.

2- Escolha o design e a paleta de cores

Antes de escolher o design, você deve conhecer a quem as suas peças serão destinadas. O estilo deve ser, intrinsecamente, conectado aos elementos que compõem a identidade visual da campanha.

Você pode escolher algo mais minimalista, com cores sóbrias e linhas retas, ou algo mais caloroso, com tons quentes e fortes, que representam sentido de urgência.

E claro, não tem como deixar a essência do projeto de fora. A escolha de uma boa paleta de cores também devem estar alinhados à campanha como um todo.

3- Colecione inspirações e referências

Agora é hora de pesquisar. Pesquise por imagens; amostras de tecidos; papéis coloridos; elementos da natureza, como plantas e folhagens, que expressem justamente o que você deseja transmitir. 

Se for para uma determinada marca, as inspirações devem seguir a mesma linha dos seus produtos e elementos institucionais.

4- Pesquise texturas e escolha uma tipografia

Além da pesquisa com imagens, você pode fugir do óbvio ao selecionar texturas para aprofundar mais na ideia do projeto. 

Se for uma linha mais rústica, invista em padronagens de tijolos. Caso seja em tom minimalista, a textura do mármore branco se encaixa perfeitamente à ideia de algo mais sutil, suave.

A identidade visual também exige uma boa escrita com uma tipografia pensada com inteligência e claro, seguindo o projeto.

5- Saia da imagem estática

Para você fazer diferente, que tal pensar em recursos que vão além de apenas uma imagem? Ao invés de criar um produto estático, dê movimento por meio do vídeo. Assim, fica mais fácil de inspirar e definir a personalidade para o público-alvo.

Use aplicativos de vídeo, seja no computador ou celular. Se estagnar e ficar sem criatividade, procure por moodboards em vídeo. Existem centenas deles na internet.

 

Por meio do moodboard, você consegue criar vários projetos sem perder o foco. Gostou do texto? Não se esqueça de comentar abaixo sua opinião!

Leia mais: Malhas Costa Rica: 5 opções estampadas disponíveis para você!

Deixar uma Resposta